Cultura

 Itinerância Cultural

 Atuação integrada dos Espaços Culturais

A itinerância Cultural é um projeto de amplitude nacional que visa difundir o acesso à cultura no interior do Brasil por meio de uma ação integrada envolvendo espaços culturais da Vale localizados em diferentes partes do país, como o Museu Vale, no Espírito Santo; o Memorial Minas Gerais, em Minas Gerais; a Casa de Cultura de Canaã dos Carajás, no Pará; e o Centro Cultural Vale, no Maranhão.
Utilizamos as estações de passageiros das Estradas de Ferro operadas pela Vale e espaços de cultura locais como pontos de confluência cultural durante o período de realização da ação composta por exposições, projetos de arte educação e apresentações de grupos culturais.
Através do Trem de Passageiros da Vale deslocamos o conteúdo cultural que desembarca de cidade em cidade se misturando com as manifestações locais. A Itinerância Cultural é, portanto, uma rede que pretende encurtar as distâncias e fortalecer a identidade cultural regional.
Neste ano, o projeto irá desembarcar em diferentes municípios localizados ao longo da Estrada de Ferro Vitória a Minas, linha férrea centenária da Vale que liga os estados do Espírito Santo e Minas Gerais, começando por Ipatinga. E em 2017, “Itinerância Cultural” pretende estender para região Norte.
 
Edição Ipatinga, Minas Gerais 
Estrada de Ferro Vitória a Minas
De 10 de dezembro de 2016 a 10 de janeiro de 2017
Local: Estação Ferroviária de Ipatinga e Trem de Passageiros
Toda a programação é gratuita!
 
 
Programação:
 

Exposição “A Todo Vapor – EFVM, uma partida para novas histórias”:

 
De 10/12 a 10/01
 
Das 10h As 16h
Aberto ao público.
Desenvolvida pelo Museu Vale, a exposição remonta a história da Estrada de Ferro Vitória a Minas, entre os anos de 1902 a 1977.
Composta por fotos, textos, objetos históricos e depoimentos documentais, o expectador poderá descobrir a Estrada de Ferro Vitória a Minas não é só como uma via de transporte, mas um caminho formador de tantas histórias: de nossos antepassados, da formação de nossas cidades e da nossa própria história.

 

Acervo Museu Vale 
 
 

Oficinas de Educação Patrimonial:

 

 

 
​Dia 12/12
Às 7h30, 9h30, 13h30 e 15h30
Atividade fechada para as Escolas João Walmick e Márcio Cunha
​Dia 13/12
Às 7h30, 9h30, 13h30 e 15h30
Atividade fechada para as escolas: Márcio Cunha e Intendente Câmara
​Dia 14/12
Às 7h30, 9h30, 13h30 e 15h30
Atividade fechada para as escolas: João Walmick e Intendente Câmara
 
 
 
 
PROJETO IMAGINE - Que cidade é esta?
O acervo de objetos, peças e imagens do Museu Vale remete o fruidor a uma rica rede de significados unindo o passado ao presente. É ter acesso direto com a história.
É neste processo de valorização, preservação e geração de oportunidades de fruição do patrimônio cultural brasileiro, que desta forma se transforma em um espaço de cultura ligado a inclusão social e democratização destes bens culturais e do conhecimento.
Este projeto, desenvolvido pelo Museu Vale, tem como foco principal a maior inserção do patrimônio cultural na vida social contemporânea, para tal é necessário que todos, passem por um conjunto de experiências ligadas ao aprender, interpretar e criar, articulando percepção, imaginação, sensibilidade e conhecimento.
 
 

Apresentações de Grupos Culturais:

 

 
 
Dias 12 e 13/12 - TRUPE NOS TRILHOS (Belo Horizonte)
Às 11h30 na Estação Ferroviária de Ipatinga e às 12h dentro do Trem de Passageiros (sentido VITÓRIA).
 
Viajar de trem é uma delícia! As lindas paisagens presentes durante todo o percurso são de tirar o fôlego. Trilhos que vão contornando e revelando as montanhas mineiras. Trilhos que levam Minas ao mar. O passeio por si só é lindo, prazeroso e bem poético. Agora, imaginem a ARTE invadindo e colorindo os vagões durante essa travessia.  Pois é, é exatamente esse o objetivo da intervenção cênica: "Trupe nos Trilhos".

 

Créditos: Fabiano Abreu

 

Créditos: Fabiano Abreu

 

Os artistas Márcio Vesoli e Max Hebert vão surpreender os viajantes levando música, poesia, acrobacias, coreografias e principalmente muita alegria durante a viagem.

 
No repertório cênico estarão presentes as grandes expressões artísticas de Minas Gerais: Poesias; de Carlos Drummond à Adélia Prado. Os textos que eternizam o sertão de Guimarães Rosa. A boa música de Minas; do folclore popular e da Folia de Reis ao samba da mineira guerreira Clara Nunes.
 
 
Dias 17 e 18/12 - GRUPO TEATRO FARROUPILHA (Ipatinga)
 

 

Crédito: Gustavo Jecome
Às 11h30 na Estação Ferroviária de Ipatinga e às 12h dentro do Trem de Passageiros (sentido VITÓRIA).
 
“VOU ALI E VOLTO JÁ” performance/intervenção cênica que mostra o encontro recheado de música e brincadeiras entre quatro pessoas, instaurando um estado de festa por onde passam.
 
 
​Os excêntricos narigudos, CacaCreuzacrodiomira (Claudiane Dias), Ystilingue Cabeleira (Didi Peres), Ajabunda (Fran Silvestre) e músico/ator convidado(nome ainda não definido), resolvem se encontrar  para matar a saudade. O encontro serve para que eles percebam como é bom ter amigos e o quanto o circo ainda se faz presente em seus corações.
 
“Vou ali e volto já” busca, desde o primeiro momento, criar uma relação direta com seu público, propondo um trabalho interativo, inusitado, alegre, colorido, movido pela boa música, e que por onde passa, não deixa ninguém ileso. Sendo, portanto, um prato cheio para adultos e crianças.
 
Créditos: Gustavo Jecome 
 
 
Dias 23 e 24/12 - GRUPO DE TEATRO PERNA DE PALCO (Ipatinga)
 
 
 
Às 11h30 na Estação Ferroviária de Ipatinga e às 12h dentro do Trem de Passageiros (sentido VITÓRIA).
 
Uma Trupe de palhaços viaja pelo mundo para a turnê do seu show de habilidades e música. As amigas Genuína e Pétala partem para o mundo com o medo e a disposição de quem se lança no abismo. Embaladas pelas músicas de Rufião, com a alma solta elas brincam e cantam com a plateia. As descobertas, encantam, as histórias dos outros mudam o olhar e no final da trilha elas descobrem que a maior viagem que um ser humano pode fazer é para dentro de si mesmo. O espetáculo propõe a interação com o público e a alternância de esquetes, criando uma dinâmica que se assemelha com o viajar!
 
Crédito: Nilmar Lage
 
 
 
Dias 29 e 30/12 - GRUPO TRAMPOLIM (Belo Horizonte)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Créditos: André Fossati 
 
 
Às 14h30 na Estação Ferroviária de Ipatinga e às 15h dentro do Trem de Passageiros (sentido BELO HORIZONTE).
 
Curiosa e surpreendente a Invasão de Palhaços assume diversas roupagens dependendo de cada ocasião.  A base das Invasões é a Improvisação e o jogo.
 
 
 
Em situações diversas e de acordo com as especificidades de cada espaço, o grupo intervém de forma diferente.
 
Tocando música ao vivo, os palhaços em cortejo invadem e convidam as pessoas a participar, cantar, criar, ou simplesmente mudar seu dia e sua percepção da realidade cotidiana.
 
Créditos: Maria Bonome
  
Dias 06 e 07/01 - COLETIVO ABERTO (Ipatinga) 
 

 

Créditos: Nilmar Lage
 
Às 14h30 na Estação Ferroviária de Ipatinga e às 15h dentro do Trem de Passageiros (sentido BELO HORIZONTE)
 
Bianca é uma doce moça. Apaixonada por seu professor de literatura, ela está disposta a enfrentar seu bravo pai para se casar. Tudo corria bem, até o pai estipular uma única condição para a felicidade de Bianca: A irmã mais velha, a brava Catarina, deveria se casar primeiro. A intervenção propõe uma brincadeira com as obras de William Shakespeare: Romeu e Julieta e A megera domada. Utilizando-se dos jogos de clown e da interação com a plateia, os atores buscam no público, um PETRÚQUIO que possa domar a fera Catarina. A trilha sonora é executada por um músico que através do violão e instrumentos de percussão, acompanha as peripécias da história com muito humor.