12/09/2017 - Saúde

 Tratamento humanizado para recém-nascidos

 Iniciativa apoiada pela Fundação Vale


A Fundação Vale e a Fundação Josué Montello acabam de fechar uma parceria para apoiar a continuidade do Método Canguru e do acompanhamento de recém-nascidos egressos de UTI neonatal no Hospital Universitário Materno Infantil de São Luís, um hospital de referência que atende os municípios próximos à ferrovia no Maranhão. É a segunda vez que a iniciativa de tratamento humanizado é apoiada pela Fundação Vale no Estado do Maranhão.
 
Os recém-nascidos que nasceram após gestações complicadas, em partos prematuros ou com problemas de saúde, necessitam de cuidados especiais e de um acompanhamento médico próximo durante a internação e após a alta do hospital. Estes cuidados são oferecidos pela equipe do Hospital Materno Infantil por meio do Método Canguru.
 
O investimento da Fundação Vale viabiliza a realização de treinamentos e custeio dos profissionais de saúde, aquisição de equipamentos médicos, de informática, mobiliários e materiais de consumo para oficinas de terapia ocupacional. Como o projeto envolve assistência após a saída do hospital, o investimento também apoia o deslocamento das equipes de cuidados para visitas domiciliares. “O objetivo é simples, mas de grande valia: garantir atenção integral aos bebês e suas famílias não apenas durante a internação, mas também após a alta, além de melhorar as condições de trabalho dos profissionais que lidam com os recém-nascidos prematuros e de baixo peso, diariamente”, diz Isis Pagy, diretora-presidente da Fundação.
 
 
O que é o Método Canguru?
 
 
É uma tecnologia de saúde que estimula o contato pele a pele entre a mãe, o pai e o bebê favorecendo vínculos afetivos, estabilidade térmica, estímulo à amamentação e desenvolvimento. Para que o Canguru aconteça o hospital precisa contar com uma estrutura especial para manter a família próxima aos bebês.